segunda-feira , 25 de março de 2019
Home / Blog / O centenário da Revista de Medicina

O centenário da Revista de Medicina

 

Por Robert Zawadzki Pfann e Gustavo Rosa Gameiro

 

 

Em 1916, quando o Centro Acadêmico Oswaldo Cruz (CAOC) fundou a Revista de Medicina, seus objetivos eram fortalecer a imagem da recém-fundada Faculdade de Medicina e Cirurgia de São Paulo, disseminar e popularizar o conhecimento científico na área da Medicina e propiciar a comunhão de ideais, mestres e discípulos. Desde sua fundação até hoje, ela se manteve como um periódico administrado por discentes da instituição. Inicialmente, além do cunho eminentemente científico, a Revista de Medicina também apresentava um caráter político, constando, em suas páginas, registros de episódios relevantes à Faculdade, à cidade de São Paulo e ao Brasil, como a morte de Dr. Arnaldo Vieira de Carvalho, fundador da Faculdade de Medicina e Cirurgia de São Paulo, a Guerra Civil de 1932 e até a morte de um de seus alunos.

Outro episódio interessante da história da Revista de Medicina ocorreu quando do início da construção do Hospital das Clínicas, em que o governo paulista se mostrava, de certa forma, relutante. Dessa forma, a Revista de Medicina lançou sua “Chronica” para falar sobre esse assunto.

A Revista de Medicina foi, até o início dos anos 40, um dos únicos meios de publicação da produção científica de alunos e professores da Faculdade, até a produção de novos periódicos mais especializados. A Revista de Medicina também foi o ator mais crucial na fundação do Departamento Científico (DC) da FMUSP, em 1931. Desde então, é o DC quem se ocupa da administração da Revista de Medicina.

Desde 1981, a Revista de Medicina é indexada na base de dados LILACS e, desde 2000, na LATINDEX. Somos atualmente um periódico trimestral e temos a intenção de abrir mais as portas da Revista de Medicina para fora da FMUSP. Desse modo, estamos expandindo nosso Conselho Consultivo, contando com novos membros de universidades brasileiras e estrangeiras. Além disso, fazemos no momento um esforço com vistas à internacionalização da Revista de Medicina, com uma incipiente transição de idiomas, do português ao inglês, de modo a aumentar o impacto de nosso periódico e possibilitar a indexação em novas bases de dados. Fazemos parte também do Portal USP de Revistas e fomos orgulhosamente, no ano de 2015, o periódico mais acessado do Portal.

Como início das comemorações ao centenário da Revista de Medicina, todas as edições da Revista de Medicina, desde 1916, foram digitalizadas e disponibilizadas no Portal USP, com o auxílio do Museu Histórico Prof. Carlos da Silva Lacaz da FMUSP.

Além do periódico trimestral, a Revista de Medicina atualmente oferece também aos alunos de graduação da FMUSP uma disciplina optativa anual em escrita científica. Isso nos torna o único órgão discente na FMUSP capaz de coordenar uma disciplina e dar créditos a alunos de graduação.

É evidente que a administração acadêmica da Revista de Medicina traz grandes desafios a nós, alunos. E é de extrema importância reconhecer que, sem o auxílio da Diretoria e do Corpo Docente da FMUSP, isso não seria possível. Desse modo, gostaria de deixar aqui registrado nosso sincero agradecimento aos nossos professores, por nos auxiliarem, tanto no envio de artigos para a Revista de Medicina, quanto pelo auxílio na disciplina optativa. Isso nos possibilita manter a periodicidade e continuar a oferecer um serviço a nossos colegas.

Um lado relativamente pouco abordado da gestão da Revista de Medicina é a maneira como ela é capaz de alterar a visão de mundo e do que é a produção científica. O contato que a Revista de Medicina nos propicia com artigos e pesquisadores nos permite aprofundar mais no mundo da pesquisa científica e até mesmo, influenciar nos planos de carreira.

Por fim, gostaria de convidá-los a acompanhar as edições comemorativas do Centenário, que estarão disponíveis em julho deste ano e procurarão trazer uma visão retrospectiva dos últimos 100 anos da Medicina e também prospectiva dos próximos 100 anos que nos aguardam.

 

 

Robert Zawadzki Pfann é Editor-Chefe da Revista de Medicina e aluno da 102ª Turma de Medicina da FMUSP.

 

Gustavo Rosa Gameiro é Editor-Sênior da Revista de Medicina e aluno da 101ª Turma de Medicina da FMUSP.

Sobre ABEC Brasil

Veja também

Foto: Luciana Carneiro/Prefeitura de Niterói

Estudo analisa processo de desnaturalização de rio localizado em Niterói, no Rio de Janeiro

Os rios tiveram papel importante no desenvolvimento de grandes centros urbanos. Seja na utilização para ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil