terça-feira , 16 de outubro de 2018
Home / Blog / Pesquisa discute crise na educação e estratégias conservadoras adotadas como solução

Pesquisa discute crise na educação e estratégias conservadoras adotadas como solução

high-school-testA crise no modelo de educação é um tema atual e muito presente no Brasil. As mudanças propostas pelo governo como soluções para tal e a resposta de muitos estudantes da escola pública, com protestos e ocupação de escolas, acalorou ainda mais o debate e abriu margem para a realização de pesquisas e estudos na área.

Dessa maneira, a autora Marilia Gouvea de Miranda, da Universidade Federal de Goiás, elaborou o estudo “Crise na educação – A retórica conservadora”, publicado na Revista Retratos da Escola, v. 10, n. 19, de julho-dezembro de 2016, periódico associado da ABEC.

O artigo discute a crise na educação e as estratégias de sua resolução sob um ciclo de modernização conservadora e da atuação de empresários no processo. Segundo a autora, o conjunto de reformas propostos na educação pública conta com um viés economicista (onde os fatos sociais são reduzidos a dimensões econômicas) e neotecnicista (no qual o professor se torna apenas um reprodutor de informações, perdendo seu papel de educador).

O estudo conclui que as reformas transformam os conceitos de obrigatoriedade, gratuidade e laicidade presentes no ensino público em equidade/qualidade, com um viés extremamente conservador e autoritário. E isso compromete o projeto de uma educação pública universal, com qualidade e de gestão pública, que deve ser defendido.

O artigo completo pode ser lido em https://goo.gl/FFfJdE, ou pelo DOI http://dx.doi.org/10.22420/rde.v10i19.700.

Tadeu Nunes (4toques comunicação)
comunicacao@abecbrasil.org.br

Sobre Leandro Rocha

Veja também

HB 35(1) Imagem Capa 2017-03-28 Ceasa DF 1 Gilmar Henz Trab

Estudo analisa a produção e comercialização de hortaliças no Brasil e no mundo de 1970 a 2015

No período 2013-14, a produção mundial de hortaliças foi de 1.134,27 milhões de toneladas por ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil