quinta-feira , 23 de janeiro de 2020
Home / Blog / Descomplicando as normas de documentação da ABNT: caso referências

Descomplicando as normas de documentação da ABNT: caso referências

 

Por Cristina Marchetti Maia

 

 

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é a entidade brasileira responsável pela publicação de normas técnicas nacionais, visando padronizar procedimentos de diversas áreas. Dentre as normas de documentação está a norma que para alguns é um grande desafio: a NBR 6023:2002 – referências: elaboração. Esta norma possui como objetivo apresentar os elementos de uma referência, bem como estabelecer os padrões para cada tipo de documento utilizado. Portanto, seu uso é indispensável quando tratamos de publicações acadêmicas e científicas. Mas por que a dúvida acima surge? Isso porque, em alguns casos (quando não, a maioria) este tipo de material não possui todos os dados do modelo de referência padrão contido na referida norma. Sendo assim, como devemos proceder?

Imagem: Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal

Esclarecerei alguns pontos visando facilitar esse trabalho, no entanto, vale lembrar que para informações detalhadas você deve consultar a norma vigente e/ou manual de sua instituição. Todos os itens e páginas citados referem-se à norma de referências. A intenção será destacar os dois elementos essenciais deste tipo de material que geram mais dúvidas; entende-se por elementos essenciais os elementos mínimos que a referência deve conter.

De acordo com esta norma, no item 7.17, (p.13) as informações essenciais para documentos de acesso exclusivo em meio eletrônico, são: autor(es), título do serviço ou produto, versão (se houver) e descrição física do meio eletrônico. Na verdade, a referência de um site é muito simples, se considerarmos que o número de elementos essenciais é inferior a outros tipos de documentos.

Meu texto não possui autor! Caso não tenha explícito uma pessoa(s) física(s), a entrada pode ser pelo nome da(s) entidade(s) ou pelo título! É possível iniciar a referência pelo título, de acordo com o item 8.1.3 (p. 15); sendo que a primeira palavra deve estar em LETRAS MAIÚSCULAS e, caso o título inicie com um artigo, considerar o artigo mais a primeira palavra. Na citação, a chamada deve também iniciar pelo título, seguido de reticências, para não repetir o título todo. Exemplo na citação: (AS PÉTALAS…, 2015) – ver exemplos de referências no item 8.2.1 (p. 15).

Não encontro a data! Esta data pode ser de publicação, criação do conteúdo ou até mesmo de copyright da página – representada pelo “c” minúsculo seguido da data, sem espaço – Exemplo: c2015. Como a data não consta como elemento essencial, no entanto é fundamental por causa da citação, a primeira opção que recomendo é inserir uma data aproximada entre colchetes. Para se ter uma ideia da data, você pode basear-se no conteúdo do texto ou nos anos dos documentos contidos na lista de referências do material utilizado. Exemplo de década provável: [201-?] – ver mais exemplos no item 8.6.2 (p. 17). A segunda opção é não inserir a data na referência (conforme exemplos 4, 5 e 8 do item 7.17.2 (p. 13) e colocar a data de acesso na citação. No projeto de revisão da norma de referências, a data consta como elemento essencial (item 7.20 – p. 27 do projeto), além do local que neste projeto também está como essencial. Portanto, se permanecer tal proposta na atualização da norma, permanece apenas a primeira opção. A análise das sugestões enviadas para a Consulta Nacional da ABNT iniciou-se nos dias 26 e 27 de novembro e, acredito que após a publicação da norma atualizada, por enquanto sem previsão, muitas dúvidas serão sanadas sobre material de internet, tendo em vista que constam mais exemplos de diversos tipos de materiais, incluindo de redes sociais.

Considero importante destacar que a chamada da citação deve ser exatamente da mesma forma que inicia a referência, pois, desta forma, o leitor conseguirá reconhecer qual material foi utilizado e, principalmente, identificar os dados necessários para que ele possa recuperá-lo e utilizá-lo em seus trabalhos.

O autor também pode fazer uso de alguns recursos e adotar uma sistemática para recuperar as informações e utilizá-las em seus trabalhos. Este trabalho pode ser feito manualmente ou fazê-lo de forma automática, com o auxílio de um Gerenciador de Referências. Esses recursos tem a função de armazenar os registros bibliográficos, organizá-los e gerenciá-los; desta forma é possível recuperar facilmente os dados dos documentos utilizados, conforme a necessidade.

Os gerenciadores também possuem recursos próprios, e a grande facilidade é a automatização da elaboração de referências, em diversos padrões, tanto nacional (como ABNT) como internacionais (APA, Vancouver, etc.), além de diversos padrões de periódicos científicos. Essa funcionalidade não exime o autor da responsabilidade de verificação de suas referências, pois esses sistemas agilizam, e muito, nesse processo, porém é fundamental que o autor saiba o mínimo sobre a norma utilizada, onde recuperá-la e como utilizá-la. Um gerenciador de referências é um recurso que todo autor e pesquisador deve conhecer a adotar em sua prática de pesquisa. Atualmente há diversos disponíveis, inclusive gratuitamente; abaixo, estão listados os mais utilizados, bem como o respectivo site. Alguns necessitam de instalação, outros estão disponíveis on-line e, para os que são pagos, é possível solicitar um trial para testes e para conhecer a ferramenta. Mãos à obra!

 

Gerenciadores:

Endonote: http://endnote.com/ (pago)
EndnoteWeb: https://www.myendnoteweb.com (pago- algumas instituições possuem acesso).

Mendeley: https://www.mendeley.com/ (gratuito)

Zotero: https://www.zotero.org/ (gratuito)

Refworks (Flow): https://flow.proquest.com/ (pago- algumas instituições possuem acesso).

Veja também:

MORE– Mecanismo Online para Referências: http://www.more.ufsc.br/ (gratuito)

 

Seguem listadas as normas da ABNT utilizadas em publicações periódicas científicas, lembrando que cada periódico tem a sua especificidade.

 

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6021: informação e documentação: publicação periódica técnica e/ou científica: apresentação. Rio de Janeiro, 2015.

 

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6022: informação e documentação: artigo em publicação periódica científica impressa: apresentação. Rio de Janeiro, 2003.

 

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro, 2002.

 

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: informação e documentação: citações em documentos: apresentação. Rio de Janeiro, 2002.

 

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro, 2011.

 

 

Cristina Marchetti Maia é especialista em Gestão de Unidades de Informação (UNICEP) e bacharel em Biblioteconomia e Ciência da Informação (UFSCar). Atualmente é bibliotecária do Serviço Técnico de Referência e Atendimento ao Usuário e Documentação (STRAUD) da Unesp – campus de Rio Claro. É integrante e vice-coordenadora do Grupo de Estudo de Normas Técnicas de Informação e Documentação da Rede de Bibliotecas da Unesp. É docente do curso Normas ABNT – Informação e Documentação: para pesquisadores, equipes editoriais e bibliotecários pela ContentMind.

Sobre ABEC Brasil

Veja também

Basic RGB

A imunologia e o desenvolvimento cerebral e de transtornos psiquiátricos

  Neste contexto, os autores James F. Leckman, Pedro G. de Alvarenga, Beatriz Ravagnani e ...

8 comentários

  1. Alexandre Pitanga Rosa

    Cristina, boa tarde.

    Ótimo texto.
    Tenho uma dúvida: é permitido encurtar a URL dos trabalhos citados, utilizando os aplicativos que fazem esta conversão?
    Alexandre

    • Cristina Marchetti Maia

      Olá Alexandre, boa tarde,
      Obrigada! Muito boa sua pergunta.
      Sim, você pode utilizar os sites gerados com os encurtadores de URL. Como a norma 6023 não menciona que não pode ser utilizado, então não há problema em adotar essa forma. Lembre-se que o endereço eletrônico inserido na referência deve remeter diretamente ao documento que foi citado.
      abraço,
      Cristina

  2. Gostaria de receber por Email um pdf desta entrevista (íntegra) da Cristina, para compor bibliografia de consulta para meus alonos. Desde já agradeço a ajuda e parabenizo pela escolha de uma redação tão fácil e ao mesmo tempo tão proveitosa.

    Att., Indio Machado

  3. Muito bom artigo, poderia adicionar algo sobre referências para sites na Internet, como citar, inclur ou não o link e etc.
    Obrigado

  4. Muito bom o texto!!!
    Só com a prática e exercitando é que surgem as questões mais crueís. Os “abacaxis”. Muito boa a iniciativa de
    promover cursos na nossa área para o nosso aprimoramento.

  5. Parabens Pelo seu Artigo muito bom Gostei

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil