sexta-feira , 3 de julho de 2020
Home / Blog / A visão do exótico e espetaculoso da Amazônia

A visão do exótico e espetaculoso da Amazônia

rio-1841419_1920A Amazônia é a maior floresta tropical do mundo. Distribuída entre 9 países, conta com mais de 7 milhões de km². Tanto espaço, naturalmente, abriga diversas paisagens e inúmeros contextos. Alguns deles apontam um exotismo e espetaculosidade, condizente com sua magnificência. Outras, no entanto, mostram apenas um retrato descontextualizado. 

Assim, os autores Rafael de Figueiredo Lopes e Wilson de Souza Nogueira, ambos da Universidade Federal do Amazonas, elaboraram o artigo “A construção histórica e social do “exotismo amazônico””, publicado na Revista Interfaces Científicas – Educação, v. 7, n. 3, de outubro de 2018, periódico associado da ABEC. 

O estudo propõe uma reflexão sobre o contexto exótico e espetacular atribuído à Amazônia, numa perspectiva metodológica ecossistêmica comunicacional. Para isso, analisaram este fenômeno na união entre os fatores históricos, humanos, socioculturais, ambientais e tecnológicos, numa contextualização mais ampla. 

Verificaram, então, a construção de ideias e valores propagados no senso comum, principalmente pelos meios de comunicação, pautado pela visão de ideologias hegemônicas. Portanto, a maioria das concepções sobre a Amazônia reproduzem símbolos e valores do imaginário colonizado, com reforço de estereótipos, clichês culturais e limitação da compreensão das singularidades de uma região tão diversificada.

O artigo completo pode ser lido em http://bit.ly/2LTv8kt ou pelo DOI http://dx.doi.org/10.17564/2316-3828.2018v7n1p137–148

Tadeu Nunes (4toques comunicação)
comunicacao@abecbrasil.org.br

Sobre Leandro Rocha

Veja também

The pipes of the plant rise above the forest. Industrial landscape. Harmful environmental production. Environmental pollution. Smoke from the chimneys. Soot station.

Impactos ambientais da produção de botijões de gás

As ações humanas possuem um importante desdobramento no meio ambiente. Grandes indústrias, produtoras de energias ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil