quinta-feira , 17 de outubro de 2019
Home / Blog / Estudo verifica a eficiência da versão reduzida do questionário SSQ em português brasileiro

Estudo verifica a eficiência da versão reduzida do questionário SSQ em português brasileiro

Deaf Kid Speaks Sign Language with Pediatrician.O Speech, Spatial and Qualities of Hearing Scale (SSQ) é um questionário, relativamente novo, que avalia as experiências subjetivas e quantifica as inabilidades de escuta em situações de comunicação. Ele é utilizado para investigar a perda auditiva e os impactos causados em pacientes.

Com base nisso, as autoras Elisiane Crestani de Miranda-Gonsalez e Kátia de Almeida, da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, elaboraram o estudo “Incapacidade auditiva medida por meio do questionário Speech, Spatial and Qualities of Hearing Scale (SSQ): estudo piloto da versão reduzida em Português Brasileiro”, publicado na Revista Audiology – Communication Research, v. 22, de maio de 2017, periódico associado da ABEC.

O objetivo foi realizar um estudo piloto da versão abreviada do questionário SSQ em português brasileiro. Para isso, foram selecionadas 30 pessoas, com idades entre 18 e 89 anos, e escolaridade média de nove anos. Eles foram submetidos a testes e, posteriormente, divididos em dois grupos, de acordo com a audibilidade – 15 com audição normal e 15 com perda auditiva. Em seguida, todos responderam ao questionário SSQ, na versão abreviada com 12 itens, pontuando de 0 a 10 o seu desempenho comunicativo.

Entre os resultados obtidos, nota-se que os indivíduos com perda auditiva apresentaram pontuação menor. Foi verificado também um alto coeficiente alfa de Cronbach (que estima a confiabilidade de um questionário aplicado em uma pesquisa) nos dois grupos, o que demonstra uma boa consistência entre os diversos itens do SSQ abreviado.

As autoras concluem que a versão reduzida, com 12 itens, do SSQ em português brasileiro mostrou-se sensível para diferenciar o desempenho de indivíduos com e sem perda auditiva, confirmando seu potencial para avaliar as restrições em atividades comunicativas enfrentadas pelo deficiente auditivo em seu cotidiano.

O estudo completo pode ser lido, na íntegra, em https://goo.gl/hZEPvm ou pelo DOI http://dx.doi.org/10.1590/2317-6431-2016-1709.

Tadeu Nunes (4toques comunicação)
comunicacao@abecbrasil.org.br

Sobre Leandro Rocha

Veja também

Shade guide.

Guia para condução de estudos em boca dividida em dentística

A dentística é uma área da odontologia que foca na parte estética ou de restauração ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil