domingo , 17 de novembro de 2019
Home / Blog / A realidade do trabalhador de limpeza terceirizado da UFBA

A realidade do trabalhador de limpeza terceirizado da UFBA

Trabalhadora de LimpezaA realidade do trabalhador terceirizado é diferente da do funcionário comum. Na maioria das vezes, ele não sabe como é feito o contrato entre sua empregadora e a outra contratante. Vende sua força de trabalho de olhos vendados, sem conhecer seus direitos e deveres. E quanto o menor for o grau de instrução, maiores são as dificuldades para entender o todo envolvido no processo.

Dessa forma, as autoras Renata Queiroz Dutra, Fernanda dos Santos Figueredo e Loyana Araujo Saraiva Matos produziram o artigo “A voz dos trabalhadores e trabalhadoras contratados de forma terceirizada para o serviço de limpeza da UFBA: entre a ficção jurídica e a realidade vivida”, publicado na Revista Laborare, v. 2, n. 2, de janeiro/junho de 2019, periódico associado da ABEC.

O trabalho é uma experiência de extensão onde os funcionários e funcionárias terceirizados da Universidade Federal da Bahia (UFBA) foram mobilizados a debater sobre o fenômeno da terceirização usando como tema as compreensões e percepções a respeito de um processo judicial, no qual buscavam receber verbas rescisórias de uma empresa terceirizada e da Universidade. 

As reflexões mostram uma grande distância entre a argumentação desenvolvida no Legislativo e no Judiciário e o de precarização do trabalho terceirizado. Mesmo com as afirmações de que as regras chegam para trazer benefícios à sociedade, a realidade dos funcionários é de alienação, exclusão, subcidadania e desesperança. As decisões tomadas no processo judicial analisado se afastam da Constituição de 1988 e reforçam as análises das autoras.

O texto completo pode ser visto em http://bit.ly/2OvgrXD ou pelo DOI https://doi.org/10.33637/2595-847x.2019-27.

Tadeu Nunes (4toques comunicação)
comunicacao@abecbrasil.org.br

Sobre Leandro Rocha

Veja também

Education concept. Student studying and brainstorming campus con

A autonomia de estudantes e as práticas epistêmicas no ensino por investigação

O chamado ensino por investigação é um processo no qual estudantes elaboram uma análise sobre ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil