terça-feira , 26 de maio de 2020
Home / Blog / A biblioteca prisional na reinserção social de detentas

A biblioteca prisional na reinserção social de detentas

Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

O sistema prisional brasileiro é saturado e recheado de problemas. Para se ter ideia, dados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará apontam para um índice de reincidência de 70% no Estado. Para contornar a situação, algumas políticas públicas são discutidas e adotadas, na busca da reinserção social do detento, após sua soltura.

Neste contexto, as autoras Francisca Liliana Martins de Sousa e Virgínia Bentes Pinto, ambas da Universidade Federal do Ceará, produziram o artigo “Biblioteca prisional e reinserção social: o olhar das internas do Instituto Penal Feminino Auri Moura Costa”, publicado na Revista Informação em Pauta, v. 3, n. 2, de julho/dezembro de 2018, periódico associado da ABEC Brasil.

O trabalho explora a atuação da biblioteca prisional do Instituto Penal Feminino Desembargadora Auri Moura Costa, localizado no município de Aquiraz, no Ceará, e como esta atua pela recolocação das internas na sociedade. Para isso, realizaram uma pesquisa exploratória e qualitativa, com levantamento bibliográfico, com uso da metodologia da sociopoética para estudo e análise.

Resultados mencionam o projeto de leitura “Livro Aberto”, o anseio das detentas pelo retorno à sociedade, assim como a insatisfação pelo não acesso ao espaço da biblioteca e a vontade de contar com um profissional especializado. As pesquisadoras concluem que, mesmo com problemas, a biblioteca é instrumento que ajuda na reinserção social e a atuação do bibliotecário no cárcere favorece esse processo

O artigo completo pode ser lido em https://bit.ly/3cluJRN ou pelo DOI: https://doi.org/10.32810/2525-3468.ip.v3i2.2018.39672.31-49.

Tadeu Nunes (4toques comunicação)
comunicacao@abecbrasil.org.br

Sobre Leandro Rocha

Veja também

Foto: Freepik

Brucelose e Tuberculose bovinas e seu controle epidemiológico na América do Sul

Algumas doenças de animais podem acometer humanos e um dos principais mecanismos de transmissão é ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil