sábado , 15 de maio de 2021
Home / Blog / A relação entre o povo indígena e o Estado

A relação entre o povo indígena e o Estado

Foto: Paulo Jares
Foto: Paulo Jares

A raiz da cultura brasileira é indígena. Mas apesar de sua tradição histórica, os índios são vistos como um entrave para a modernidade pelas elites e por determinados grupos políticos. Mesmo assim, o povo permanece unido, mantendo seus costumes e lutando pela sua voz, sempre em busca de ter seu papel político em processos decisórios.

Neste contexto, os autores Maria Augusta Assirati e Luís Gustavo Guerreiro Moreira elaboraram o artigo “O estado anti-indígena: da colônia ao novo golpe”, publicado na revista Tensões Mundiais, v. 15, n. 29, de 2019, periódico associado da ABEC Brasil.

O trabalho faz um análise do indigenismo no Brasil, partindo da percepção do papel do Estado como reprodutor e perpetuador dos contrastes do capital e da sociedade. Observa como o modelo de desenvolvimento afeta a população indígena e como esta atua diante das mudanças para manter sua importância frente às tomadas de decisões políticas.

Entre as conclusões, puderam verificar que o cenário trata-se de uma disputa histórica que ecoa nas diferentes maneiras de atuação política do movimento indígena. Mencionam, também, episódios da violência estatal contra os índios e traçam possíveis caminhos para contornar o problema e permanecer na luta pelo resgate das identidades e diversidades socioculturais do seu povo.

O texto completo pode ser lido em https://bit.ly/2Vc908Z ou pelo DOI: https://doi.org/10.33956/tensoesmundiais.v15i29.2079.

Tadeu Nunes (4toques comunicação)
comunicacao@abecbrasil.org.br

Sobre Leandro Rocha

Veja também

leis trabalhistas

Leis trabalhistas e a redução dos direitos no Brasil

Sancionados pelo Decreto-Lei nº 5452 de maio de 1943, os direitos dos trabalhadores são regulamentados ...

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil