quarta-feira , 4 de agosto de 2021
Home / Blog / As barreiras para a internacionalização das empresas nacionais

As barreiras para a internacionalização das empresas nacionais

Altas taxas de impostos, processos burocráticos demorados, ferramentas escassas de apoio à inovação e tecnologia. Estas são algumas das dificuldades encontradas para se criar, desenvolver e manter uma empresa no Brasil. E depois de consolidada, elas ainda podem esbarrar em dificuldades de internacionalização, com outros tantos empecilhos processuais. 

Por isso, os autores Danilo Castanha Mariotti, Felipe Mendes Borini, Leandro Lima Dos Santos e Rafael Morais Pereira, todos da Universidade de São Paulo (USP), elaboraram o artigo “A Baixa Internacionalização das Empresas Brasileiras: Uma Análise das Principais Barreiras Institucionais”, publicado na Revista de Administração, Sociedade e Inovação (RASI), v. 4 n. 2, de julho-dezembro de 2018, periódico associado da ABEC Brasil.

O trabalho busca observar as características do ambiente institucional brasileiro que complicam o processo de internacionalização das empresas locais. Para isso, analisam a relação entre a tributação nacional, a infraestrutura brasileira e a baixa internacionalização das empresas, em dados da pesquisa Enterprise Surveys, da agência International Finance Corporation (IFC), do Banco Mundial, elaborada em 2009.

O artigo confirma que os entraves ligados à tributação brasileira são mais evidentes nas companhias brasileiras internacionalizadas, na comparação com as não internacionalizadas. Por outro lado, as adversidades da infraestrutura nacional apontam desdobramentos nos dois tipos de organização, de maneiras parecidas.

O texto completo pode ser lido em https://bit.ly/30KzAcF ou pelo DOI: https://doi.org/10.20401/rasi.4.2.178.

Tadeu Nunes (4toques comunicação)
comunicacao@abecbrasil.org.br

Sobre Leandro Rocha

Veja também

mulheres no futebol

Mulheres e futebol no Brasil: descontinuidades, resistências e resiliências

A modalidade futebolística no contexto brasileiro sempre foi considerada como um esporte voltado ao público ...

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil