quinta-feira , 1 de outubro de 2020
Home / Todas as Notícias / Acontece / Os reflexos da Integridade e Ciência Aberta no processo editorial dos periódicos

Os reflexos da Integridade e Ciência Aberta no processo editorial dos periódicos

A ABEC Brasil realizou, nesta terça-feira, 15, o Minicurso ProCPC Integridade e Ciência Aberta no processo editorial, com Sigmar de Mello Rode, presidente da ABEC, e Silvia Galleti, presidente do Conselho Deliberativo da Associação. O encontro online, que teve mais de 70 participantes simultâneos, deu início à programação do ABEC Meeting Live – 35 anos de ABEC Brasil.

Depois da abertura de Eli Lopes da Silva e Ana Marlene Morais, ambos do Conselho Deliberativo da entidade, com enquetes e apresentação dos assuntos, foi a vez de Silvia Galetti, presidente do Conselho Deliberativo da ABEC Brasil, ministrar seu tema.

abec2Ela tratou de políticas de ética das plataformas de indexação, condutas, integridade, Ciência Aberta, disponibilidade de dados e pesquisa, aberturas na avaliação por pares, entre outras questões. “A política editorial deve conter frases de impacto, de forma clara e rigorosa em todas as etapas, para que editores, revisores e autores não tenham dúvidas. Precisa mostrar as questões éticas e de integridade, bem como os preceitos da Ciência Aberta, que trarão credibilidade e confiança”, afirma.

Silvia também falou de retratação de periódicos, compromisso dos envolvidos na publicação dos artigos, considerações éticas, ORCID e exemplificou com a Arquivos do Instituto Biológico, revista na qual é editora-chefe. “É importante que os autores se acostumem com essa nova forma de fazer ciência. Autores, revisores e periódicos possuem novas práticas, principalmente com o uso de dados abertos”, diz.

abec4Na sequência, Sigmar Rode discorreu sobre os cuidados com publicações científicas, importância dos princípios FAIR, repositórios, preprints e a relação com a Ciência Aberta, com exemplos de episódios reais. “Os preprints são rápidos, mas precisam de uma validação da Academia, por peer review. Eles funcionam em paralelo com um sistema de comunicação para a pesquisa. Nesses casos, corre-se o risco de acreditar que um preprint é totalmente confiável”, alerta.

O professor também abordou o financiamento de pesquisas, conflitos de interesse, revisão por pares, novamente exemplificando com casos. “Os dados precisam ser tão abertos quanto possível e tão fechados quanto necessário. Não preciso apresentar todos eles, mas devo dizer onde estão e de que maneira eles podem ser consultados. Às vezes, eles estão no período de embargo, determinado pelo periódico”, conta.

No final, os dois responderam questões como orientações de Ciência Aberta, preprint e o ineditismo, autoria inapropriada, retirada e retratação de artigos, dentre outras.

Próximo encontro
Na quinta-feira, 17, a ABEC Brasil realiza o minicurso ProCPC Advanced Short Course on Publication Management, com Kelly Hadsell, Patty Baskin, Amy McPherson e Angela Cochrandas, das 14h às 18h.

Tadeu Nunes (4toques comunicação)
comunicacao@abecbrasil.org.br

Sobre Leandro Rocha

Veja também

1

Ciência Aberta, modelo econômico e Qualis são abordados no terceiro dia do ABEC Meeting

A Associação Brasileira de Editores Científicos realizou, na tarde desta quinta-feira, 24, o terceiro dia ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil