terça-feira , 16 de agosto de 2022
Home / Blog / Coronavírus: métodos para desinfecção de chupetas

Coronavírus: métodos para desinfecção de chupetas

Os estudos sobre os efeitos do coronavírus aparecem diariamente, em toda parte do mundo. Por ser uma doença nova, ainda será preciso mais tempo, principalmente para verificar as consequências e desdobramentos em todas as faixas etárias. Por isso, o isolamento social e as medidas sanitárias adequadas continuam sendo primordiais para evitar a contaminação.

Neste contexto, os autores Vívian Gonçalves Carvalho Souza, Danielle Fernandes Lopes, Fernanda Campos Machado, Rodrigo Luiz Fabri e Ana Carolina Morais Apolônio, todos da Universidade de Juiz de Fora, produziram o artigo “The Novel Coronavirus: An Alert for Pacifiers’ Disinfection” (“O novo coronavírus: um alerta para a desinfecção de chupetas”, na tradução literal), publicado na revista Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada (PBOCI), v. 20, de 2020, periódico associado da ABEC Brasil.

O intuito foi verificar a melhor forma para a desinfecção de chupetas. Para isso, realizaram uma Revisão Sistemática nas bases de dados MEDLINE/PubMed, SciELO, Lilacs, Web of Science e Scopus, baseando-se nas diretrizes do PRISMA (Principais Itens para Relatar Revisões Sistemáticas e Meta-análises), dos últimos anos. 

Os fatores registrados foram: país do estudo, tipo de estudo, material de chupeta, número da amostra, microrganismos analisados, métodos de descontaminação usados, acessibilidade ao método e resultados encontrados.

Os pesquisadores afirmam que não há um consenso sobre o tema, pois existem muitos métodos diferentes sugeridos. De qualquer forma, citam a importância de observar a frequência o uso da chupeta, o local de descarte e o acesso da família aos agentes desinfetantes para avaliar a melhor maneira de limpá-las. 

O artigo pode ser lido em https://bit.ly/2EHCFSj ou pelo DOI: https://doi.org/10.1590/pboci.2020.070.

Tadeu Nunes (4toques comunicação)
comunicacao@abecbrasil.org.br

Sobre Leandro Rocha

Veja também

RECIMA21

Direito brasileiro e estado-unidense: Diferenças e semelhanças nos contratos privados

Além da distância de mais de 6.000 km que separa as capitais de Brasil e ...

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil