domingo , 29 de janeiro de 2023
Home / Todas as Notícias / Acontece / Em prol do avanço da edição científica no Brasil – Manifesto da ABEC Brasil, ABEU e SciELO, 6 dezembro de 2022

Em prol do avanço da edição científica no Brasil – Manifesto da ABEC Brasil, ABEU e SciELO, 6 dezembro de 2022

Os periódicos e livros acadêmicos editados no Brasil têm uma função essencial na comunicação de pesquisas básicas e aplicadas relevantes ao nosso desenvolvimento científico, educacional, cultural, social, econômico e tecnológico. Eles complementam a comunicação das pesquisas do Brasil realizada no exterior. São editados sem fins de lucro por universidades, sociedades científicas e associações de pós-graduação e profissionais. Os periódicos de qualidade são publicados em acesso aberto, adotam progressivamente as práticas de ciência aberta e sua visibilidade e impacto nacional e internacional cresceram sistematicamente nas últimas duas décadas. As editoras acadêmicas vêm progressivamente adotando a publicação digital e o acesso aberto de livros acadêmicos. 

O Brasil desenvolveu capacidades e infraestruturas de editoração científica de acordo com o estado da arte internacional no que se refere à adoção de padrões e boas práticas de ética, metodologias e tecnologias e de presença política e operacional no fluxo global de comunicação científica. Projeta-se como um notável mercado de publicação científica com características próprias centradas no acesso aberto como o multilinguismo, a independência editorial, função de publishers apropriada pelas universidades, suas unidades e programas de pós-graduação, apoio de uma rede de pequenas empresas de editoração, liderança das plataformas avançadas de periódicos e de livros do SciELO e inclusão proativa das diferentes comunidades de editoração científica por meio da Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC Brasil) e da Associação Brasileira de Editoras Universitárias (ABEU).

A partir dos avanços já alcançados, o futuro da edição científica no Brasil é promissor face ao imperativo de alinhar-se com o modus operandi de ciência aberta, fortalecer a diversidade e inclusão em todos os níveis de produção e comunicação científica e ampliar a visibilidade e impacto das pesquisas que comunicam se contar com políticas públicas que promovam a sustentabilidade operacional e financeira. Nesse sentido, a ABEC, a ABEU e o Programa SciELO / FAPESP propõem que as políticas de ciência, tecnologia e inovação, as de educação, as de cultura e difusão do conhecimento implementem os seguintes desenvolvimentos:

 

  1. Definir a edição científica de periódicos e livros acadêmicos como instância de infraestrutura essencial do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação;
  2. Promover, especialmente a partir do modelo SciELO, o desenvolvimento de plataformas nacionais de comunicação científica de periódicos e livros acadêmicos em ciência aberta e boas práticas de acordo com o estado da arte internacional;
  3. Aperfeiçoar a inclusão dos periódicos e livros acadêmicos do Brasil no sistema de avaliação dos programas de pós-graduação, de instituições e de pesquisa em geral; e,
  4. Promover a leitura e a formação de leitores em prol de uma sociedade da aprendizagem.

 

Prof. Dr. Sigmar M Rode,                  Prof. Dra. Virginia Argollo           MLS Abel L Packer
Presidente da ABEC Brasil                 Presidente da ABEU                    Diretor do Programa SciELO/FAPESP

Sobre Leandro Rocha

Veja também

Health care researchers working in life science laboratory, medical science technology research work for test a vaccine, coronavirus covid-19 vaccine protection cure treatment

O que é ciência aberta e quais os entraves para ela?

A publicação de pesquisas em revistas e periódicos acadêmicos é um dos pilares da ciência ...

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil