sexta-feira , 28 de fevereiro de 2020
Home / Blog / Descomplicando as normas de documentação da ABNT: caso citações

Descomplicando as normas de documentação da ABNT: caso citações

Por Cristina Marchetti Maia
Bibliotecária de Referência na UNESP, campus de Rio Claro, SP e Docente de curso on-line sobre normas ABNT, pela Content Mind
Email: cristinammaia@gmail.com

A NBR10520: 2002 é a norma vigente da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) sobre citações em documentos, cujo objetivo é apontar os elementos e a forma de apresentação das citações em um texto. Primeiramente precisamos entender o que é uma citação. A citação é quando eu utilizo em meu texto, trechos ou ideias de um documento que foi produzido por outra pessoa/ grupo de pessoas/ instituição. Ela pode ser utilizada em diversos tipos de documentos, a partir do momento que você precisa fazer uso de opiniões e/ou conceitos de outrem em seu trabalho, seja para contestá-los ou sustentar suas ideias sobre um determinado assunto. Sendo assim, é imprescindível que, ao fazer uma citação, eu destaque em meu texto que aquele trecho não é de minha autoria.
Você poderá adotar um dos dois sistemas de chamada em seu trabalho: sistema numérico ou autor data. A definição de sistema de chamada leva em conta o formato da menção de autoria na citação bem como a ordenação das referências no trabalho. O sistema numérico possui poucas regras de formatação- nele, as citações são indicadas por algarismos numéricos arábicos como expoente ¹ ou na mesma linha do texto, entre parênteses (1), e depois as referências são organizadas pela ordem numérica, ou seja, a ordem em que aparecem no texto. O sistema autor data possui maior número de detalhes quanto à indicação da chamada da citação no texto. Esta chamada poderá aparecer antes ou depois da citação, fica a seu critério onde inseri-la. Neste segundo tipo de sistema, as referências são dispostas na lista seguindo a ordem alfabética dos seus elementos, na ordem em que aparecem: autor, título e assim por diante.
As citações podem ser de 3 tipos: citação direta, indireta e citação de citação.
Essa tipologia leva em conta a forma como eu faço a minha citação:

blog1

Tratarei aqui de alguns casos específicos do sistema autor data que geram mais dúvidas ou que são erros comuns, tanto no que se refere à apresentação da citação como da sua chamada. Para consultar mais exemplos estão relacionados, em cada tópico, os itens e páginas na respectiva norma.

– O trabalho que desejo citar não é paginado. Como fazer a chamada de uma citação direta?
Isso é muito comum ao utilizar documentos de internet e esse caso não é mencionado na norma vigente. Como não consta a página, na citação direta, esta informação não será mencionada. Recomendo então que seja inserida uma nota na referência informando que o documento não é paginado. A nota possui uma escrita livre e é o último elemento da referência, sendo que para documentos eletrônicos ela aparece antes do Disponível em. Vale lembrar que a nota é um elemento opcional na referência, porém, neste caso, considero-a essencial.

– Como indicar a citação de diversos documentos?– Itens 6.1.4 e 6.1.5, p. 3
Esse caso suscita um pouco de confusão. Antes, temos que esclarecer que ela poderá ser de dois tipos: de autor(es)/ grupo de autores iguais ou autor(es)/ grupo de autores diferentes. Sendo assim:

figura_blog

– Como faço uma citação de citação?– Item 7.1.3, p. 6
Embora o uso da citação de citação não seja descrito em detalhes na norma, ela é alvo de controvérsias na comunidade científica, pois não se teve acesso ao documento original do trecho citado. Portanto, seu uso deve ser cauteloso e apenas quando não foi possível obter o texto original da citação, depois de esgotadas todas as possibilidades de busca pelo material, sejam elas em catálogos, meio eletrônico, impresso, por comutação, entre outros. A norma, portanto, estabelece princípios quanto ao formato para este tipo de citação, o qual deve ser:

blog3
*Para citações diretas
LEMBRE-SE: Neste caso, referenciar apenas a obra que se teve acesso! É opcional colocar em nota de rodapé, os dados da obra que contém o trecho original.
A palavra apud NÃO é em itálico e significa citado por.

Outro detalhe que vale a pena destacar é a supressão (Item 5.4, p. 2) para citações DIRETAS. Quando a frase citada não foi inserida completamente, como no original, temos que indicar a(s) parte(s) suprimida(s) com reticências dentro dos colchetes […]. Isso é muito comum, principalmente no começo da citação, quando esta se inicia em minúsculo. A supressão pode ser utilizada no início, meio e final da frase, se necessário, concomitantemente.

Ex: “[…] destacou-se por sua discussão do método científico e pela crítica a Aristóteles e à tradição escolástica […]” (MARCONDES, 2016, p. 47).

A NBR10520 está diretamente ligada à NBR6023: 2002- referências. Assim como mencionado no post sobre referências (http://www.abecbrasil.org.br/novo/2016/02/11/descomplicando-as-normas-de-documentacao-da-abnt-caso-referencias/), reforço que a menção de autoria na chamada da citação deve ser exatamente da mesma forma que inicia a referência. Nos casos em que a referência inicia-se pelo título, este pode ser suprimido na citação. Neste caso, a chamada é inserida após a citação, com tudo entre parênteses.
Ex. na citação: (O COTIDIANO…, 2014)
Título da obra: O cotidiano nas escolas (ex. fictício)

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: informação e documentação: citações em documentos: apresentação. Rio de Janeiro, 2002.

MARCONDES, D. Textos básicos de filosofia e história das ciências: a revolução científica. Rio de Janeiro: Zahar, 2016.

Veja também

320265-P94XJF-235

Avaliação do tripé de sustentabilidade em empresas industriais

Num mundo onde a sustentabilidade aparece como forte tendência, quem não entra na onda, fica ...

2 comentários

  1. Bom dia,

    Trabalho com normas técnicas desde 2008, jà fiz cursos na ABNT relacionados ao CB14, gostaria de registrar que a ABNT não menciona que apud ou et al. não devam estar em itálico, apenas trazem o exemplo sem itálico. No entanto, se nos basearmos nas normas gramaticais, que prevê o uso de destaque em itáliico nos esteangeirismos, o uso dessas expressões em itálico seria obrigatório. Sou revisora e utilizo, assim como recomendo, o uso de itálico em palavras estrangeiras, principalmente essas em questão que aparecem no dicionário Houaiss (2010) como palavras latinas. Minha exposição se dá devido ao fato de tal informação “complicar” o entendimento dos usuários.

  2. Cristina Marchetti Maia

    Olá Patrícia, boa tarde,

    Primeiramente, obrigada pelo comentário. Esse caso das expressões latinas é alvo de algumas discussões e muitos profissionais optam por adotar o itálico nessas palavras. Eu também já fiz cursos da ABNT, leio e utilizo constantemente a norma, participo de reuniões da Comissão de Estudo de Identificação e Descrição sobre a NBR6023 e realmente na norma vigente essas expressões não são grafadas em itálico. Concordo com você que não há um item na norma que trata especificamente sobre isso, no entanto tal padrão pode ser verificado por meio dos exemplos. Além disso, a norma ISO 6090, a qual a norma é baseada, não utiliza itálico nessas expressões.
    A Comissão de Estudos da norma realizou uma consulta junto à Academia Brasileira de Letras e concordou que, por se tratar de estrangeirismos, elas devem mesmo estar grafadas em itálico, portanto você está correta que esta é a forma adequada de acordo com as regras gramaticais. Como você deve ter verificado, no projeto de revisão da norma de referências, que foi disponibilizado em consulta nacional no ano passado, está explícito que as expressões latinas deverão ser grafadas em itálico. Este projeto ainda não foi finalizado, pois todas as sugestões enviadas ainda estão em análise e, após a sua conclusão, provavelmente será adotado o itálico. Até lá, como a norma vigente é a de 2002 as palavras latinas são grafadas normalmente.
    Espero que a explicação tenha sido clara, fico à disposição para mais esclarecimentos. Meu e-mail é: cristinammaia@gmail.com. Cristina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil