sexta-feira , 15 de novembro de 2019
Home / Blog / A autonomia de estudantes e as práticas epistêmicas no ensino por investigação

A autonomia de estudantes e as práticas epistêmicas no ensino por investigação

Education concept. Student studying and brainstorming campus conO chamado ensino por investigação é um processo no qual estudantes elaboram uma análise sobre algum tópico da área de Ciências. Neste procedimento, práticas epistêmicas (de produção, comunicação e avaliação do conhecimento científico) são um bom caminho para compreender e ensinar o conteúdo de forma mais didática. E, dependendo do contexto onde a aprendizagem acontece, os discentes têm maior autonomia para conduzir a atividade. 

Assim, as autoras Maíra Batistoni e Silva, Eloísa Cristina Gerolin e Sílvia L. Frateschi Trivelato, todas da Universidade de São Paulo (USP), elaboraram o artigo “A Importância da Autonomia dos Estudantes para a Ocorrência de Práticas Epistêmicas no Ensino por Investigação”, publicado na Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 18, n. 3, de setembro/dezembro de 2018, periódico associado da ABEC.

Foram mapeadas as ocorrências de práticas epistêmicas na interação de dois grupos de estudantes durante uma atividade de ensino por investigação sobre dinâmica populacional. Em seguida, foram identificados episódios com maior variedade destas práticas, que foram analisados. 

As pesquisadoras puderam verificar diferentes conduções da investigação nos dois grupos, em variados momentos e de forma não-linear. Foram identificadas, ainda, evidências de momentos de transformações ao longo do processo investigativo, constituídos por processos de construção de consenso e decisão.

A conclusão é de que há relação entre a maior diversidade de práticas epistêmicas, os momentos de transformações do conhecimento e os contextos investigativos. Além disso, o ambiente no qual os estudantes estavam inseridos promoveu autonomia para a condução da investigação.

O artigo completo pode ser lido em http://bit.ly/2qcyaHv ou pelo DOI https://doi.org/10.28976/1984-2686rbpec2018183905.

Tadeu Nunes (4toques comunicação)
comunicacao@abecbrasil.org.br

Sobre Leandro Rocha

Veja também

Concentration camp Majdanek, Lublin, Poland. Death camp

O Holocausto na literatura brasileira sob a ótica do esquecimento

O Holocausto, também conhecido como Shoá, é um dos episódios mais marcantes da história da ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil