sábado , 7 de dezembro de 2019
Home / Todas as Notícias / Acontece / Nota de esclarecimento – chamada CNPq

Nota de esclarecimento – chamada CNPq

Estimados Editores e Pesquisadores,

Devido à Associação Brasileira de Editores Científicos ter participação efetiva no Comitê de Avaliação do CNPq das chamadas em apoio aos periódicos científicos do Brasil, cabe um esclarecimento à comunidade em relação à CHAMADA CNPq Nº 19/2019 (PROGRAMA EDITORIAL).

O recurso destinado à esta chamada manteve-se o mesmo por anos e caiu drasticamente passando de R$ 4.000.000 em 2018 para apenas R$ 1.000.000 em 2019, ou seja, redução de 75%. Cabe salientar o fato de que parte do recurso era dotado pela CAPES para esta chamada, o que não ocorreu, e portanto, o CNPq manteve de forma unilateral o Edital.

Participaram do Comitê de Avaliação, de 07 a 11 de outubro de 2019, os seguintes pesquisadores: 

Abel Laerte Packer
Brasílio João Sallum Júnior
Carlos Alberto Vieira de Azevedo
Carlos Frederico Duarte da Rocha (coordenador)
Daniel Omar Perez
Edson Hirokazu Watanabe
José Augusto Chaves Guimarães
Manoel Otávio da Costa Rocha
Naomar Monteiro de Almeida Filho
Regina Zilberman
Rui Seabra Ferreira Junior
Walter Eugênio de Medeiros

Foram apresentadas 222 propostas ao edital, distribuídas pelas Grandes Áreas do Conhecimento, as quais demandaram recursos no valor de R$ R$ 12.777.453,43. Portanto, os recursos disponibilizados pelo presente edital foram de R$ 1.000.000,00, equivalentes a 7,8% da demanda de recursos.

Após o trabalho de julgamento, o Comitê recomendou a aprovação de 162 propostas, no entanto, diante da apresentação do relatório final, a presidência do CNPq decidiu por não pulverizar o recurso e manter a série histórica de apoio a periódicos (quanto ao montante médio recebido por periódico nos últimos anos).

Desta maneira, inúmeros periódicos ficaram sem apoio, já que não alcançaram a linha de corte adotada pela Presidência do CNPq, que entendeu a necessidade de se manter o apoio a determinados periódicos apontados como estratégicos.

Acreditamos que o julgamento por mérito do CA-Editorial foi mantido no que diz respeito à classificação das propostas submetidas na chamada pública, porém não foi possível o apoio a todos aqueles considerados aprovados em seu mérito.

Salientamos por fim que a ABEC continua a buscar oportunidades e recursos para os periódicos do Brasil, bem como segue incansável em sua batalha pela capacitação dos atores envolvidos neste processo. A qualidade de nossos periódicos tem melhorado consideravelmente baseado em qualquer um dos indicadores adotados.

Aproveito a oportunidade para divulgar algumas das ações realizadas pelas gestões 2016-2018 e 2018-2020 na ABEC Brasil, as quais estava a frente como seu Presidente. 

Estou convicto que a atuação da atual diretoria trouxe serviços e crescimento para a Associação. Assim, estamos prontos para adentrar o ano de 2020, e ao final do meu segundo mandato, cabe um retrospecto do que se pode considerar as melhores gestões até hoje da associação, se pautar apenas nos indicadores de crescimento da ABEC, tanto em número de membros, quanto de iniciativas concretizadas. 

O primeiro mandato se iniciou em 18 de Março de 2016, tendo sido reconduzido a um segundo mandato em 2018. Fizeram parte das diretorias os seguintes membros, os quais prestaram total apoio durante as minhas duas gestões: Ana Marlene Moraes, Ricardo Azevedo, Suely de Brito Clemente Soares, Milton Shintaku, Suzana Lannes, Benedito Barraviera, e Sigmar Rode (Presidente anterior).

Logo no início de meu primeiro mandato destaco a real efetivação, e operacionalização, do acordo entre a ABEC e a CrossRef. Este acordo facilitou a aquisição de Digital Object Identifier pelos editores brasileiros, além da oferta de apoio técnico aos usuários, em português. Com isso, editores brasileiros, associados ou não, puderam adquirir os DOIs gerenciados pela CrossRef para os artigos, pagando em reais, por meio de boleto bancário expedido pela ABEC, tornando o processo mais fácil. Foi um início difícil até que se consolidasse um efetivo controle dos DOIs, faturas, pagamentos. Neste acordo foi possível conseguir da Crossref o pagamento de um funcionário que se responsabilizasse por todo o controle operacional, e também atendimento aos associados, no assunto DOI. Contratação efetivada com um técnico de informática, o Roberto Camargo. 

Logo em seguida, alinhado às necessidades dos membros por novas formas de interação, a diretoria aprovou a criação da página no facebook, canal Youtube, atendimento aos sócios via WhatsApp, ações coordenadas pela secretária geral Suely de Brito Clemente Soares. Outras mídias sociais foram implementadas pelo então primeiro secretário Milton Shintaku, quais sejam: blog e wiki. Todas estas mídias sociais permanecem com links ativos no site da ABEC, com exceção de WhatsApp e fórum. Essas ações incrementaram as possibilidades de disseminação das atividades da ABEC, assim como receber comentários de forma mais rápida e efetiva. Tais ações foram facilitadas pela assinatura da conta corporativa do GSuite da Google, também sob coordenação da secretária geral Suely de Brito Clemente Soares.

Em junho de 2016 houve o primeiro evento por mim presidido, o XXIV Curso de Editoração Científica (CEC), em conjunto com a Universidade de Campinas, apenas três meses após assumir o mandato. Por essa ocasião tivemos a oportunidade de apresentar a nova diretoria e os planos de gestão, visto que a associação requeria atenção e modernização. 

Outro ponto importante foi que a ABEC tornou-se editora, com a obtenção do prefixo do International Standard Book Number (ISBN), com a publicação, em 2016, do Guia do Usuário do DOI, com Milton Shintaku e Suely de Brito Clemente Soares e os colaboradores Ronnie Fagundes de Brito e Claudiane Weber. Esta obra foi lançada, já com DOI, logo após o XXIV CEC. A ABEC também apoiou a publicação digital do livro “Publicação de artigos científicos: recomendações práticas para jovens pesquisadores”, das autoras Érica de Cássia Ferraz, Ana Luiza G. P. Navas, também em 2016.

Em novembro de 2016, a ABEC organizou o IX Workshop de Editoração Científica (WEC), no hotel Colina Verde, em São Pedro. Este evento trouxe o Prof. Juan Pablo Alperin, do Public Knowledge Project (PKP), mantenedor do Open Journal System (OJS), entre tantos outros especialistas em editoração científica, para apresentar as expectativas da versão 3 do OJS. 

De forma a atender os membros, a ABEC, por meio da secretária geral Suely de Brito Clemente Soares, e dos conselheiros Gildenir Santos e David Milhomens, publicou um vídeo no seu canal do Youtube sobre “Como indexar seu periódico no google acadêmico”. Com isso, pode-se acompanhar e divulgar o índice H da revista. 

Em dezembro de 2016, a ABEC, em parceria com a Universidade de Campinas, realizou o Primeiro CrossRef Day do país, que por causa da grande procura pelo evento, foi realizado um segundo na Fundação Getúlio Vargas, na sede de São Paulo. Este foi um evento totalmente gratuito e aberto a todos, afirmando o compromisso da associação com a divulgação e disseminação da informação. 

Talvez como ponto forte de minha gestão tenha sido a inauguração da sede da ABEC, a qual tornou-se realidade em fevereiro de 2017, sendo a ABEC, uma das poucas associações brasileiras a possuírem sede própria. A sede situa-se na cidade de Botucatu, estado de São Paulo, no Edifício Office 3, 7ª andar, sala 75, em área nobre da cidade, compondo um patrimônio da associação e seus membros. 

O XXV CEC ocorreu em junho de 2017, na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo. Este evento marcou com a reunião dos associados e diretoria voltado a articulações e o lançamento da tradução do White Paper do Concil of Science Editors (CSE), denominado na versão em português como “Diretrizes do CSE para promover integridade em publicações de periódicos científicos” (https://www.abecbrasil.org.br/arquivos/whitepaper_CSE.pdf). 

A ABEC apoiou o II Encontro Nacional de Editores da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (ENEDIE), ocorrido em Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul, em julho de 2017. Com isso, atende a missão da instituição em apoiar eventos que procurem melhorar a formação de editores científicos no Brasil. 

Em agosto de 2017, a ABEC e a Pró-reitoria de Pesquisa (ProPe) da Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho (Unesp) promoveram o I Encontro de Editores de Revista Científicas da Unesp. O Evento contou com o Presidente da ABEC, Prof. Rui Seabra, do Tesoureiro Prof. Benedito Barraviera e da Secretária Geral Suely de Brito Soares, sendo ofertado no Prédio da Reitoria da Unesp, sala do conselho.

No XXV CEC, em sua reunião de diretoria com membros da associação, ficou decidido da criação de um evento anual, denominado ABEC MEETING, como uma forma de internacionalização da associação, somando-se o fato de termos alterado o estatuto da ABEC para permitir a participação de sócios não-brasileiros. Assim, o primeiro ABEC MEETING ocorreu em novembro de 2017, em parceria com a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Neste evento teve-se a primeira edição do Pôster Por Minuto, que dá a oportunidade aos autores apresentar o trabalho na plenária. Houver a padronização dos trabalhos, com a publicação dos resumos nos anais eletrônicos com o DOI. Todos os resumos aceitos para o ABEC MEETING foram convidados para serem publicados em sua forma extensa na revista Ciência da Informação em Revista da Universidade Federal de Alagoas. Assim, deu-se maior visibilidade aos trabalhos submetidos para o ABEC MEETING.

Rumo à Internacionalização, logo após o ABEC MEETING, a diretoria da ABEC foi convidada a participar do I Fórum Internacional de Editores Científicos, dentro do III Encontro Latinoamericano da Associação de Revistas Acadêmicas de Ciências Humanas e CIências Sociais. Este encontro ocorreu em Mendonza, Argentina, em novembro de 2017, sendo a última atividade da primeira gestão do professor Rui. 

Comprometidos com a formação de novos pesquisadores e a melhoria da disseminação da informação científica, a ABEC, por meio de seu presidente Rui Seabra, participou da 2ª Semana da Escrita Científica. Este evento ocorreu em agosto de 2017 na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), em Piracicaba, São Paulo. Na ocasião, o Prof Rui proferiu a palestra “Os desafios dos editores científicos no Brasil”.

A 69ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) contou com o apoio da ABEC em julho de 2017, ocorrido na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em seu campus da Pampulha. Na reunião o professor Rui, juntamente com o Prof. Valtencir Zucolotto, ministraram o curso de Redação científica, sendo muito procurados pelos participantes. Esta foi uma ação da ABEC em apoio à SBPC, por meio de minha parceria com o Prof. Zucoloto, em atividade oferecida no Encontro da SBPC também em 2016 (Porto Seguro-BA), sempre com mais de 100 participantes.

Na busca de modernização das suas atividades, a ABEC concluiu um sistema informatizado para gestão dos membros que são representados pela associação junto ao Crossref para fornecimento do DOI.  Com isso tornou-se mais ágil manter as questões de cadastros e cobrança dos DOIs dos membros da ABEC, tornando o processo transparente e eficaz, devido ao esforço de nosso tesoureiro Benedito Barraviera e de nosso administrador contábil Nilson Cruz.

A gestão responsável e consciente, em relação às finanças da associação, aliada ao crescimento do número de associados, sanearam as contas proporcionando condições para a aquisição da expansão da sede da ABEC. Dessa forma, em novembro de 2017, a escritura de uma nova sala foi assinada, no mesmo prédio da sede, apenas em andar diferente. Assim, a Associação pode atender melhor seus membros, visto o grande aumento ocorrido desde a nova gestão.  Da mesma forma, protege os ativos financeiros da ABEC, visto que a sala situa-se em uma das áreas melhor avaliadas de Botucatu.

Em novembro, parte da diretoria da ABEC Brasil participou do III Encontro Latinoamericano da Associação de Revistas Acadêmicas de Ciências Humanas e Ciências Sociais e Iº Fórum Internacional de Editores Científicos da América Latina, que faz parte do III Congreso Internacional Nuevos Horizontes de Iberoamérica, realizado em Mendoza, na Argentina. A comitiva formada pelos Profs. Rui Seabra, Benedito Barraviera, Sigmar Rode e Suely Soares buscou parcerias que ampliassem a internacionalização da ABEC Brasil e, também, maior intercâmbio com editores científicos de outros países.

No ano de 2018, o programa SciELO completou vinte anos. ABEC Brasil e SciELO possuem relações institucionais próximas, existindo políticas de cooperação entre as entidades. Também foi o ano em que o periódico Ciência da Informação em Revista publicou trabalhos apresentados na última edição do ABEC Meeting. A direção também fez uma reunião com a Crossref, na Inglaterra, a fim de oferecer novos serviços aos associados.

Em maio de 2018, a direção da associação esteve no lançamento do Consórcio Brasileiro ORCID, em Brasília. A ABEC Brasil é um dos membros do consórcio, por sua expertise de 30 anos atuando na editoração científica. No mesmo mês, participei da 8ª Conferência internacional sobre revistas científicas – CRECS 2018, na cidade de Barranquilla, Colômbia. A ABEC foi uma das instituições apoiadoras do evento, tendo sua marca exposta em todo material promocional.

O curso de redação científica da ABEC Brasil fez parte das atividades da 70ª Reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, realizada em julho de 2018, na Universidade Federal do Alagoas (UFAL). Foi a atividade mais procurada do encontro, com cerca de cem participantes, e foi ministrada pelos professores Rui Seabra e Valtencir Zucolotto. Em agosto, o Portal de Periódicos Eletrônicos Científicos (PPEC) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) realizou, em parceria com a ABEC Brasil, um encontro de editores científicos.

O ABEC Meeting 2018, realizado na Universidade de São Paulo, discutiu desafios e oportunidades que podem ser observados para os periódicos e da editoração científica em um futuro próximo. O evento, que contou com mais de 300 participantes e uma série de minicursos, é mais uma atividade da associação na disseminação do conhecimento. Já em outubro de 2018, a ABEC Brasil realizou, junto à Universidade Federal de Goiás, o Crossref Live Brasil. No evento, uma equipe da Crossref, instituição responsável pelo banco de dados do identificador de objeto digital (DOI), apresentou informações sobre a base e seus usos. 

As relações entre a ABEC Brasil e outras instituições científicas brasileiras se estreitaram ainda mais na participação da associação de editores de reuniões para o cumprimento do terceiro compromisso do Plano de Ação do Brasil. Tal meta propõe melhorar a governança de dados científicos no país. A participação da ABEC Brasil dá-se, especialmente, para que a instituição realize articulação entre editores científicos brasileiros para a implantação de ações que apoiem a ciência aberta. Tal temática se tornou presente, então, em todos os eventos promovidos pela associação desde então.

Em junho de 2019, foi realizado o XXVI Curso de Editoração Científica da ABEC Brasil, na Universidade de São Paulo. Cento e cinquenta profissionais estiveram presentes no evento, que apresentou os critérios de avaliação do CNPQ, do sistema Qualis e do SciELO. No curso também foram debatidos temas como inovação e governo aberto na ciência, especificamente a governança de dados científicos no país, a relação entre editor, autor e revisor em periódicos internacionais, dentre outras temáticas. 

A edição 2019 do ABEC Meeting foi realizada em Fortaleza (CE) e, durante cinco dias, reuniu mais de 200 participantes, que discutiram os desafios da ciência aberta relacionados à editoração científica. O evento foi precedido por minicursos sobre ética na publicação científica, plataformas de editoração, indexação, entre outros temas. Também contou com uma sessão de apresentação de pôsteres. No encontro, também foi realizada assembleia ordinária da associação e a entrega do prêmio Editor do Futuro de 2019, concedido a Gustavo Cunha de Araújo, que é editor-chefe da Revista Brasileira de Educação do Campo (RBEC), da Universidade Federal do Tocantins. 

Em outubro de 2019, o presidente da associação, Rui Seabra Jr., e o 1º Tesoureiro, Benedito Barraviera, tornaram-se membros da Academia de Ciências Farmacêuticas do Brasil/Academia Nacional de Farmácia. Tal honraria reconhece o trabalho acadêmico desenvolvido pelos docentes, agora acadêmicos de uma sociedade científica de prestígio, existente desde 1937. 

Dentro das ações da ABEC Brasil de produção e disseminação de conhecimento científico, a associação editou e publicou o e-book “Ciência Aberta para editores científicos”, organizado por Milton Shintaku e Luana Salles. A publicação não apenas discute práticas de ciência aberta na editoração, tema que foi discutido na edição 2019 do ABEC Meeting, mas também resulta do Compromisso pela Ciência Aberta, proposto pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

A disseminação do conhecimento também se deu por meio de cursos oferecidos pela associação. Workshops, videoconferências e outros cursos apresentaram, aos editores, detalhes de sistemas como o Open Journal Systems (OJS), o ORCID, a implantação de identificador digital de objetos (DOI) nos periódicos, dentre outras temáticas.

Rui Seabra Ferreira Jr.
Presidente da ABEC

Sobre Leandro Rocha

Veja também

EDITAL

Eleições ABEC 2020/2022 – Nota para os associados

Prezados(as) associados(as), A votação para Diretoria da ABEC Brasil (período de março de 2020 a ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil