quinta-feira , 20 de junho de 2024
Home / Blog / Preservando a dignidade: reconstituindo corpos para doação de órgãos e tecidos

Preservando a dignidade: reconstituindo corpos para doação de órgãos e tecidos

A doação de órgãos e tecidos é um ato de grande importância que pode salvar vidas. Por isso, é essencial que os profissionais de saúde realizem um trabalho de conscientização e ofereçam um atendimento humanizado às famílias dos doadores.

A doação de órgãos e tecidos humanos é um ato de generosidade que salva vidas e oferece esperança a milhares de pessoas em todo o Brasil. Este procedimento cirúrgico, que envolve a retirada, alocação e processamento de órgãos e tecidos viáveis após o consentimento familiar (Gois et al., 2017), pode beneficiar não apenas os receptores, mas também as famílias dos doadores, que encontram conforto em saber que seu ente querido deixou um legado de vida.

No artigo “A importância da reconstituição do corpo de doadores de órgãos e tecidos: Um olhar sobre a dignidade humana”, publicado no Brazilian Journal of Transplantation (vol. 27, 2024), Carlos Alexandre Curylofo Corsi e colaboradores investigaram lacunas e detalharam a doação de órgãos e tecidos, priorizando a recomposição corporal e a dignidade do doador. Além disso, os autores relataram a experiência de um profissional do banco de tecidos humanos (BHT) na captação de órgãos e tecidos.

Em uma revisão integrativa da literatura dos últimos 10 anos, os autores analisaram 337 trabalhos científicos, mas somente nove foram considerados adequados para responder à questão central do estudo. Mais da metade desses estudos foram conduzidos no Brasil, indicando um crescente interesse e pesquisa nessa área no país.

Entre os resultados encontrados, destaca-se o aumento do número de doadores de tecidos humanos em todo o país nos últimos anos (ABTO, 2023), embora ainda seja insuficiente para atender toda a demanda. A pesquisa também ressaltou a importância dos BTHs no processo de captação, processamento e distribuição de tecidos para transplantes.

Já o relato de experiência de um profissional atuante na área de doação e transplantes de tecidos humanos destacou os desafios enfrentados pelos profissionais e as estratégias utilizadas para garantir a dignidade do doador e de seus entes queridos.

O profissional enfatizou a necessidade de uma comunicação clara e orientada com as famílias dos doadores, fornecendo informações detalhadas sobre o procedimento de captação e reconstrução do corpo. Além disso, foram discutidas técnicas e protocolos utilizados para minimizar qualquer desfiguração e preservar a imagem do doador, garantindo que os familiares se sintam confortáveis e respeitados durante todo o processo.

Por fim, Corsi et al. demonstraram que a abordagem humanizada e empática por parte dos profissionais de saúde é crucial para o sucesso do processo de doação e transplante de órgãos. O estudo também aponta para a necessidade de novas pesquisas e técnicas direcionadas à reconstituição do corpo do doador.

Ao aliar a humanização à pesquisa e inovação, é possível superar os desafios existentes e oferecer esperança e oportunidade de vida a milhares de pessoas em todo o Brasil.

Referências

Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO). Dados numéricos da doação de órgãos e transplantes realizados por estado e  instituição  no  período  janeiro/setembo-2023.  Registro Brasileiro de Transplantes 2023; XXIV(3):3-16. Disponível  em: https://site.abto.org.br/wp-content/uploads/2023/12/rbt2023-3trim-naoassociados.pdf

Gois, RSS; Galdino, MJQ; Pissinati, PSC; Pimentel, RRS; Carvalho, MDB; Haddad, MCFL. Effectiveness of the organ donation process. Acta Paulista de Enfermagem, 30(6):621-627, 2017. https://doi.org/10.1590/1982-0194201700089

Para ler o artigo, acesse: 

CORSI, CAC; ASSUNÇÃO-LUIZ, AV; MONTEIRO-SILVA, L; SCARPELINI, KCG; BENTO, RL; RIBEIRO, MS; GARCIA, FL; MARTINS, LGG. A importância da reconstituição do corpo de doadores de órgãos e tecidos: Um olhar sobre a dignidade humana. Brazilian Journal of Transplantation, [S. l.], v. 27, 2024. https://doi.org/10.53855/bjt.v27i1.566_PORT

Sobre Leandro Rocha

Veja também

Estudo revela a importância da tonometria gastrointestinal no monitoramento do transplante de fígado

Após um transplante de fígado, é crucial verificar se o novo órgão está funcionando corretamente. ...

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil