segunda-feira , 25 de março de 2019
Home / Blog / O uso do atrevimento em história de Saramago como estratégia para inquietar leitores

O uso do atrevimento em história de Saramago como estratégia para inquietar leitores

A-maior-flor-do-mundoSair da zona de conforto e se aventurar por locais desconhecidos e abraçar novas aventuras requer coragem. Para muitos, não é nada fácil. No entanto, o atrevimento e a ousadia, muito presentes durante a juventude, podem facilitar esse processo de desbravamento do mundo. E a figura de uma criança audaciosa que pretende sair da acomodação está presente no conto infantil “A maior flor do mundo”, de José Saramago.

Abordando o atrevimento, enfoque do livro do renomado autor, a pós-doutora Eloísa Porto Corrêa, da UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro), elaborou o artigo “O atrevimento e o insólito em A maior flor do mundo de Saramago”, publicado no Caderno Seminal Digital, ano 21, nº 23, v. 1 (jan–jun/2015), periódico associado da ABEC.

Nele, a autora aborda como José Saramago utiliza, não apenas nesta obra, do insólito como elemento desestabilizador, para tirar personagens da mesmice. Na história, o menino, em uma de suas andanças, se depara com uma flor murcha, a qual resolve cuidar. Por fim, ela se torna a maior flor do mundo, e o garoto é visto como um herói para a população de sua cidade.

A conclusão do estudo é de que o autor usa a ousadia do menino para incentivar o leitor e outros personagens a ousarem também, para recriar novas histórias e não se conformar com o senso comum ou com verdades absolutas.

O artigo pode ser lido, na íntegra, no link https://goo.gl/ntt2Af ou pelo DOI http://dx.doi.org/10.12957/cadsem.2015.8178

Tadeu Nunes (4toques comunicação)
comunicacao@abecbrasil.org.br

Sobre Leandro Rocha

Veja também

Foto: Luciana Carneiro/Prefeitura de Niterói

Estudo analisa processo de desnaturalização de rio localizado em Niterói, no Rio de Janeiro

Os rios tiveram papel importante no desenvolvimento de grandes centros urbanos. Seja na utilização para ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

//analytics natashaprimati@gmail //analytics natasha@abecbrasil